02/02/2014

AMARRAÇÃO DE AMOR COM VELAS



1 copo branco, liso, virgem; melado de cana; 2 velas brancas.
1) escreva o seu nome em pedaço de papel branco sem pauta e, em outro pedaço, o nome da pessoa que se quer unir;
2) pega-se uma das velas brancas e raspa-se a base,
de modo a se fazer um novo pavio ;
3) pega-se o copo e enche-se o mesmo com água
e mel de abelha;
4) a seguir, enrola-se o papel com o nome da
pessoa que solicita a magia, na outra vela branca
e, o papel com o nome da pessoa que se quer unir a ela, em volta da outra vela, isto é, da vela
cuja base tivermos raspado;
5) acende-se a vela em cuja volta se tenha amarrado o papel com o seu nome e mergulha-se a mesma no copo d’água com melado;
6) isto feito, pega-se a outra vela, isto é, a vela
que tenha o papel com o nome da pessoa a ser unida e acende-se a mesma na luz com outra (primeiramente o pavio normal e, em seguida o pavio que se tiver feito raspando a vela na base)
logo depois, vira-se a vela de pernas para o ar e coloca-se
a mesma também dentro do copo, ao lado da outra
7) isto feito, coloca-se o copo, com as duas velas
assim acesas, em lugar alto acima de sua cabeça e deixa-se ficar,
pelo menos durante 3 ou 7 dias, sem mexer.


Observações importantes e necessárias:
 1 ) quando acender a vela com o seu nome, diz-se:                                                                              - Esta vela é para o Anjo de Guarda de fulano(a)
 e, só depois, é que se a colocará dentro do copo;

2) ao se acender a outra vela, de pernas para o ar e, a seguir, se a colocar
também no copo, ao lado da outra, diz-se o seguinte:

Esta vela é para o Anjo de Guarda de fulano (a)
(diz-se o nome da pessoa que se quer unir ou amarrar
à outra) e, assim como a estou virando de pernas para
o ar, também estou virando o Anjo de Guarda de fulano(a) diz-se o nome da pessoa que se quer unir ou "amarrar" à outra) e de tal forma o faço que, doravante,
ele não terá vontade própria, será como um escravo
de (a pessoa que faz a magia) e por esta magia de união que estou fazendo,
assim como estou unindo os Anjos de Guarda de fulano
e fulano (a) , também serão unidos os seus corpos
físicos, ou seja, suas pessoas, num verdadeiro e indissolúvel
casamento (ou numa verdadeira e indissolúvel
união).

NOTA: Normalmente  as velas colocadas dentro do copo com água e mel deveriam apagar tão logo o fogo atinja o nível da água.
No entanto, por esta magia, elas queimarão até que se misturem e, desta forma, fiquem num único bloco de cera, uma verdadeira crosta dela formada. É quando, então, o feitiço dá certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.