16/02/2014

ADOÇANDO E UNINDO COM SANTA BÁRBARA



Terça-feira de Lua Crescente.        
                                                                                                 
Casal de bonequinhos de pano vermelhos
vidro com tampa que caibam os bonecos
mel
fita vermelha
vela a Santa Bárbara
canela em pó
cravos-da-índia
açúcar branco e mascavo
papel branco sem pauta
caneta preta
vinho tinto (atração pelo masculino)
maçã triturada
essência de baunilha
Pós: união, domínio, desespero
óleos: domínio, controle e desespero.


Batize os bonecos com água benta, com seus respectivos nomes. Escreva o nome completo do homem amado no boneco e o seu nome completo na boneca.
Escreva o nome completo dele na fita e o seu por cima, com caneta preta. 
Escreva no papel 7 vezes o nome dele e 7 vezes o seu por cima; ponha entre os bonecos, cara a cara.
Amarre os bonecos assim:

Primeiro nó:
“Ato as vidas de —e — para que nunca nada nem ninguém nos possa separar e fique atado até quando eu o queira assim.
Uno meu corpo e o de — e ponho como minha defensora  Santa Bárbara, para que me ajude a dominar a —, para que quando eu o peça ou exija, ele me conceda e faça tudo o que eu queira sempre”.

Segundo nó:
“Ato teus pensamentos —ao meus, que sou—, para que só penses em mim;
Que andes como um cãozinho atrás de sua dona, sem poder comer, dormir nem descansar, sem antes pôr todos os teus sentidos somente em mim, que sou —”.

Terceiro nó:
“Ato teus sentidos —, para que tudo o que sintas seja só por mim, —”.

Quarto nó:
“Ato tua vontade a minha, para que faças quanto eu te peça e tenhas que fazer só o que eu te peça e tenhas que fazer só o que eu deseje”.

Quinto nó:
“Ato teu coração firmemente ao meu, —, para que só palpite de amor por mi e por nenhuma outra mulher além de mim, —”.

Sexto nó:
“Ato e ligo teus passos —, para que só caminhes até mim e até minha casa, rendido e humilhado, e não possas caminhar por nenhum caminho que não sejam os meus”.

Sétimo nó:
“Ligo e ato tua vida, — , junto a minha, para que nunca possas sair do meu lado.
Que jamais possas beijar outros lábios que não sejam os meus, —.
Que não possas abraçar outro corpo que não seja o meu.
Que não possas ter prazer sexual com outra que não seja eu, —.
Santa Bárbara, com tua força e poder, ajude-me a dominar e reter o carinho, amor e vontade de —.
Santa Bárbara, a ti entrego esta união, em nome de — e eu, —, para que sempre o tenha amarrado
a mim, —.”

Ponha os bonecos no vidro, adicione os pós e óleos, pedindo o que deseja com muita fé.
Ponha a canela, essência, os cravos e o vinho tinto.
Parta a maçã em duas, retire as sementes, triture e despeje encima dos bonecos.
Despeje mel, dizendo:

“Como o mel é doce, 
que Santa Bárbara me ponha doce ao olhos de —quando esteja comigo”.

Tampe o vidro e agite-o dizendo a oração a Santa Bárbara, pedindo com muita fé o desejado. 
Acenda a vela e faça o pedido. Deixe-a ao lado do vidro e diariamente, por sete dias, agite o vidro, fazendo a oração e seus pedidos.
Quando a vela terminar, guarde o vidro onde ninguém veja ou toque. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.